quarta-feira, 1 de fevereiro de 2023

Anatel quer solução definitiva para acabar com marketing abusivo

 


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) espera chegar a uma solução definitiva para o problema das chamadas de telemarketing abusivo até o final do ano. A informação foi repassada hoje (1°) durante apresentação do balanço das ações para resolver a questão.

Desde junho do ano passado, a agência vem adotando medidas cautelares para diminuir o número deste tipo de ligações. Entre elas estão, o bloqueio de usuários e a autorização às prestadoras para que efetuem a cobrança de chamadas curtas de até 3 segundos, que não era permitida.

“A agência não está só olhando para o Brasil. No mundo inteiro, muitos países estão passando por problemas semelhantes. Estamos estudando as melhores práticas para construir uma solução definitiva para o Brasil”, disse o conselheiro da agência, Arthur Coimbra. “A gente espera que, até o final do ano, tenhamos uma solução definitiva”, afirmou.

Uma das ações seria a implementação da autenticação de chamadas, que serviria como uma espécie de um selo de garantia da origem da chamada. Por meio dela, a pessoa poderia saber que empresa está ligando e até o motivo da ligação. Além de dar ao usuário a opção de saber quem está querendo entrar em contato, a medida também ajudaria a evitar golpes aplicados por telefone.

Em fevereiro, a agência deve fazer diversas reuniões com associações de empresas de telemarketing e cobrança para colher sugestões e críticas da implantação de medidas de identificação e autenticação de chamadas. Segundo ao Anatel, o objetivo é identificar “formas de se buscar o equilíbrio entre a atividade legal que desempenham e o uso racional dos serviços de telecomunicações.”

Chamadas

Na semana de edição da primeira cautelar promovida pela Anatel, no período de 5 a 11 de junho de 2022, cerca de 4 bilhões de chamadas curtas eram feitas por semana. Na semana de 15 a 21 de janeiro de 2023, o número foi de 2,47 bilhões de chamadas.

De acordo com a superintendente de Relações com Consumidores da Anatel, Cristiana Camarate, mesmo com as medidas, as redes de telecomunicações ainda têm um número bastante elevado ligações.

“O que temos de junho até agora é uma redução de 40% do total de chamadas realizadas por semana. Isso representa cerca de 41 bilhões de chamadas curtas de até 3 segundos que deixaram de ser realizadas”, disse. “É como se cada brasileiro deixasse de receber 200 chamadas no período”, disse.

Portal

Nesta quarta-feira, a Anatel lançou o  portal Qual Empresa me Ligou para consulta, por meio do número originador da chamada recebida, o nome da empresa que está ligando para telefones fixos ou móveis.

O superintendente de Outorga e Recursos à Prestação da Anatel, Vinícius Caram, disse que a utilização da ferramenta se dará de forma simples, sem a necessidade de login ou senha.

“Ela vai dar informação de qual pessoa jurídica fez a ligação. O consumidor, ao receber um numero ele coloca na página e vai identificar qual a empresa está ligando”, disse.

Segundo a agência, nessa primeira etapa, estão sendo disponibilizadas as informações das seguintes prestadoras de serviços de telecomunicações: Algar, Claro, Oi, Sercomtel, Tim e Vivo. No decorrer dos próximos meses, serão agregadas as informações das demais prestadoras.

A questão envolvendo o telemarketing abusivo chegou até o Supremo Tribunal Federal (STF), que julgará entre os dias 10 e 17 de fevereiro o agravo regimental apresentado contra decisão do ministro Edson Fachin que rejeitou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 7166 proposta por entidades do setor contra uma norma da Anatel que obriga o uso do código 0303 nas ligações de telemarketing.

Agência Brasil

O Papa: o matrimônio é um bem de valor extraordinário para todos

 


Francisco partilhou algumas reflexões sobre o matrimônio, "pois na Igreja e no mundo existe uma grande necessidade de redescobrir o significado e o valor da união conjugal entre homem e mulher, sobre a qual se funda a família. Um aspecto certamente não secundário da crise que afeta muitas famílias é o desconhecimento prático, pessoal e coletivo sobre o matrimônio".

O Papa Francisco recebeu em audiência, nesta sexta-feira (27/01), na Sala Clementina, no Vaticano, o Colégio dos Prelados Auditores para a inauguração do Ano Judiciário do Tribunal da Rota Romana.

O Pontífice partilhou com as cerca de 250 pessoas presentes, algumas reflexões sobre o matrimônio, "pois na Igreja e no mundo existe uma grande necessidade de redescobrir o significado e o valor da união conjugal entre homem e mulher, sobre a qual se funda a família. Um aspecto certamente não secundário da crise que afeta muitas famílias é o desconhecimento prático, pessoal e coletivo sobre o matrimônio".

"O matrimônio, segundo a Revelação cristã, não é uma cerimônia nem um evento social, nem uma formalidade e nem mesmo um ideal abstrato: é uma realidade com a sua consistência precisa, não «uma mera forma de gratificação afetiva que se pode constituir de qualquer maneira e modificar-se de acordo com a sensibilidade de cada um»", disse o Papa.

A seguir, Francisco convidou a todos a se perguntarem: "Como é possível que entre um homem e uma mulher se realize uma união tão cativante, uma união fiel e para sempre e da qual nasce uma nova família? Como isso é possível, diante das limitações e fragilidades dos seres humanos?" "Devemos nos fazer estas perguntas e nos deixar surpreender pela realidade do matrimônio", reiterou.

Os esposos dão vida à sua união, com livre consentimento, mas somente o Espírito Santo tem o poder de fazer de um homem e de uma mulher uma única existência. O matrimônio é sempre um dom! A fidelidade conjugal repousa na fidelidade divina, a fecundidade conjugal se funda na fecundidade divina. O homem e a mulher são chamados a acolher este dom e a corresponder livremente a ale com o dom recíproco de si.

A seguir, o Pontífice falou a propósito da indissolubilidade que "é muitas vezes entendida como um ideal, e tende a prevalecer a mentalidade segundo a qual o matrimônio dura enquanto houver amor". Segundo Francisco, "muitas vezes se desconhece o verdadeiro amor conjugal, reduzido a um nível sentimental ou a meras satisfações egoístas. Ao contrário, o amor conjugal é inseparável do próprio matrimônio, no qual o amor humano, frágil e limitado, encontra o amor divino, sempre fiel e misericordioso". "Mas pode haver um amor “devido”?", perguntou o Papa. Segundo ele, "a resposta se encontra no mandamento do amor, dado por Cristo: «Dou-vos um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Assim como eu vos amei, também vós vos ameis uns aos outros.»"

De acordo com o Papa, "podemos aplicar este mandamento ao amor conjugal, que é também um dom de Deus. Este mandamento pode ser cumprido porque é Ele mesmo que sustenta os esposos com a sua graça: "Assim como eu vos amei, amai-vos uns aos outros". É um dom confiado à sua liberdade com os seus limites e as suas falhas, pelo qual o amor entre marido e mulher precisa continuamente de purificação e amadurecimento, de compreensão recíproca e de perdão".

A seguir, o Papa falou sobre o matrimônio como um bem.

Um bem de valor extraordinário para todos: para os esposos e seus filhos, para todas as famílias com as quais se relacionam, para toda a Igreja, para toda a humanidade. Um bem difundido, que atrai os jovens a responderem com alegria à vocação matrimonial, que conforta e anima continuamente os esposos, que produz muitos e variados frutos na comunhão eclesial e na sociedade civil.

Segundo Francisco, "na economia cristã da salvação, o matrimônio é sobretudo o caminho principal para a santidade dos cônjuges, uma santidade vivida na vida quotidiana: este é um aspecto essencial do Evangelho da família". O Papa recordou que hoje a Igreja propõe "alguns casais como exemplos de santidade" e que muitos cônjuges "se santificam e edificam a Igreja" com aquela santidade que ele chamou de "santidade da porta ao lado".

Por fim, entre os muitos desafios que afetam a pastoral familiar em sua resposta aos problemas, feridas e sofrimentos de cada um, estão os casais em crise. A Igreja "os acompanha com amor e esperança, procurando apoiá-los", frisou ele. "A resposta pastoral da Igreja pretende transmitir com vitalidade o Evangelho da família. Neste sentido, um recurso fundamental para enfrentar e superar as crises é renovar a consciência do dom recebido no sacramento do matrimônio, um dom irrevogável, uma fonte de graça com a qual podemos sempre contar", concluiu.

Fonte redacional: Vatican News
Mariangela Jaguraba - Vatican News

 

UFPB abre 5 mil vagas para cursos gratuitos de especialização para técnicos de enfermagem

 


O Centro Profissional e Tecnológico Escola Técnica em Saúde (CPT-ETS), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), publicou um edital com 5 mil vagas para especialização profissional de técnicos em enfermagem. As inscrições podem ser feitas entre os dias 7 e 14 de fevereiro, pela internet, por meio da plataforma Cofen Play.

Os alunos serão selecionados por ordem de inscrição e poderão optar por um dos cinco cursos de especialização técnica de nível médio ofertados pela internet:

· Cuidados ao paciente crítico adulto;

· Cuidado ao paciente crítico neonatal;

· Enfermagem em centro cirúrgico;

· Enfermagem em urgência e emergência;

· Cuidado ao idoso na perspectiva da saúde coletiva.

A iniciativa, que é uma parceria entre o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e a Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba (Funetec), está voltada para técnicos de enfermagem que possuam registro ativo e regular nos Conselhos Regionais de Enfermagem e que têm vínculo empregatício em estabelecimentos assistenciais de saúde.

As especializações têm carga horária de 300 horas cada uma, sendo 75 horas dedicadas à prática. A duração dos cursos pode variar entre quatro e oito meses.

· Veja o edital de oferta dos cursos

Fazem parte da documentação obrigatória para inscrição a certidão de quitação eleitoral, para candidatos maiores de 18 anos; prova de quitação com o serviço militar, somente para homens maiores de 18 anos; e declaração de vínculo empregatício em estabelecimentos assistenciais de saúde.

O resultado preliminar do processo seletivo com a lista das inscrições homologadas será divulgado no dia 1º de março.

O candidato que tiver dúvidas no acesso ao Cofen Play pode realizar contato pelo e-mail cofenplay@cofen.gov.br ou pelo telefone (61) 3329-5800. Mais informações sobre o processo seletivo, podem ser conferidas no edital do programa e na cartilha feita pelo Cofen.

G1 PB

terça-feira, 31 de janeiro de 2023

WhatsApp: como bloquear prints de fotos e vídeos de visualização única

 


No WhatsApp é possível bloquear capturas de tela (print screen) de fotos e vídeos de visualização única sem a necessidade de configuração. O arquivo se autodestrói, ou seja, ele é apagado após sair da visualização.Com o bloqueio os usuários têm mais uma camada de proteção ao compartilharem registros quando não querem que eles fiquem disponíveis aos seus contatos.

Como funciona

Abra uma conversa individual ou em grupo e toque no ícone de câmera, localizado na parte inferior do app;

Em seguida, faça o registro (foto ou vídeo com no máximo, 16 MB), adicione uma legenda se preferir e, então, toque no ícone de número 1;

Por fim, toque em “Enviar”.

Ao abrir a mensagem

Para visualizar a foto ou o vídeo toque no ícone de número 1;

Deslize a foto para cima ou toque em “Voltar” para sair do visualizador de mídia;

A confirmação “Mensagem aberta” será exibida na conversa no lugar da foto ou do vídeo.

Após fechar o visualizador de mídia, não será possível ver o arquivo de mídia novamente nem denunciá-lo ao WhatsApp.

O que ocorre ao tentar fazer a captura de tela?

Ao tentar fazer o print da mídia, a pessoa que receber a mídia será alertada de que não é possível seguir com o registro.

Uma imagem é gerada e salva na galeria com a seguinte mensagem: “parece que você tentou fazer uma captura de tela. Para maior privacidade, não é possível fazer capturas de tela de mensagens de visualização única”

Donos de Android podem visualizar este texto: “Essa captura de tela foi bloqueada para maior privacidade”.

Caso o WhatsApp instalado no seu aparelho não tenha essa função, basta atualizar o aplicativo na App Store (iPhone) e no Google Play Store (Android) para a versão mais recente. 

Fonte 83

Empresa paraibana ajuda a captar cerca de meio bilhão em recursos internacionais para empreendedores

 


empresa paraibana CXA Business, idealizada pelos paraibanos Tárcio Handel Pessoa e Eric Eduard, vem se destacando no mercado na assessoria e desenvolvimento técnico no processo de acesso a capital de linhas de recursos internacionais. Com o bom relacionamento, network, elevada capacitação em finanças, integridade e tratativas diretas com os tomadores de decisão junto aos possíveis investidores, a empresa garante o diferencial por ter um processo de liberação de recursos viável em prazos recordistas. A organização está no mercado desde 2021 e, neste curto período de atuação, já ajudou na captação de quase meio bilhão de reais.

Diante de um mercado hostil para financiamento no Brasil, a CXA Business oferece suporte nas decisões gerenciais e ajuda na captação e alocação de recursos, garante condições de taxas de juros diferenciadas no mercado, além de ajudar médios e grandes negócios com potencial de crescimento a se ampliar e se reestruturar para cumprir sua missão através de acesso a capital, suporte gerencial, modelagem financeira e contábil e assessoramento da jornada. “Tudo isso é possível porque desenvolvemos uma metodologia de acesso de financiamento a longo prazo”, explicou Tárcio Handel, CEO da empresa.

Tárcio explicou que a empresa possui quatro principais focos de atuação. O primeiro é o Acesso a Capital, identificando o perfil de investidor correto para cada negócio e atuando na captura de investimentos. O segundo é a formulação de planos de negócios completos, criando a leitura administrativa das empresas.

O terceiro foco é a Modelagem Financeira e Valuation em que se ajusta relatórios financeiros em modelos com padrão internacional e criação de ‘financials’ através de indicadores de resultados. O quarto é a jornada lado a lado com o cliente, educando, formando e preparando líderes para o momento de captação, garantindo uma jornada de excelência.

De acordo com Eric Eduard, a CXA Business garante ainda respaldo técnico e acompanhamento em todo o processo interno de assessoria através da coleta de dados, formalização e adequação aos padrões de leitura internacional com instrumentos financeiros, administrativos, estratégicos e documentais.

Atendimento

A CXA atende empresas com faturamento anual a partir de R$ 20 milhões. Selecionado, você conta com um consultor CXA para acompanhar a sua empresa na jornada de acesso a capital, identificando as necessidades e auxiliando no seu crescimento em todas as etapas necessárias: do business plan, passando pelo valuation e modelagem jurídica.

Empresa

A CXA Business foi criada com o intuito de oferecer serviços que potencializam o crescimento de médias e grandes empresas através do acesso a capital e modelagem legal – financeira. Desde então, o escritório bateu a marca de R$ 425 milhões de recursos captados e mobilizados para seus clientes e isso só cresce. Com mais de 20 empreendedores à frente de negócios nos mais diversos setores.

Fonte 83

segunda-feira, 30 de janeiro de 2023

Gerente Regional de Educação participa de formação para acolhimento de alunos da rede estadual no início do ano letivo



O Gerente Regional de Educação, Maricléferson Gomes acompanhando de gestores participaram da formação para acolhimento de estudantes da rede estadual no ano letivo 2023.

O encontro aconteceu na ECIT Bráulio Maia Júnior, em Campina Grande, e reuniu estudantes e gestores da 3ª, 4ª e 5ª Gerências Regionais de Educação.

A formação está sendo realizada por bolsistas do projeto "Jovens Protagonistas". Foi selecionada uma dupla de alunos de cada escola, que fica responsável por fazer o acolhimento dos alunos, apresentação da unidade de ensino, dentre outros aspectos, no início do ano letivo.






Governador determina pagamento do piso da enfermagem em folha complementar nesta quinta-feira



O governador João Azevêdo determinou o pagamento do piso salarial nacional da enfermagem já na folha do mês de janeiro para todos os trabalhadores efetivos da rede estadual e da Fundação PBSaúde. Os valores serão creditados na conta dos trabalhadores na próxima quinta-feira (2), em folha complementar. O anúncio foi feito agora há pouco no programa “Conversa com o governador”, transmitido pela rádio Tabajara para uma cadeia estadual de emissoras.

“A Paraíba parte na frente. Já está autorizada a emissão da folha extra que será encaminhada amanhã aos bancos para que até quinta-feira todos os servidores efetivos, aposentados, pensionistas e também enfermeiros da PBSaúde possam receber os valores atualizados. Esse é um compromisso que firmamos anteriormente porque o estado tem condições de honrá-lo”, anunciou o governador. 

O Governo da Paraíba assumiu o compromisso ainda em 2022 do pagamento do piso nacional da enfermagem. Nacionalmente, o pagamento ainda está sendo discutido pelo Ministério da Saúde para definição da fonte do recurso que custeará a ação. A ministra da Saúde, Nisia Trindade, informou ao secretário de Saúde do estado, na última quinta, 26, que já tramita a publicação de uma Medida Provisória para que o Governo Federal destine recursos para o pagamento desses profissionais. 

O Piso Nacional da Enfermagem foi aprovado em 2022 e estabelece salário de R$ 4.750,00 (40 horas) para os enfermeiros; 70% desse valor (R$ 3.325,00) para os técnicos em enfermagem, e 50%  (R$ 2.375,00) para os auxiliares de enfermagem e parteiras.

Secom