sexta-feira, 18 de junho de 2021

Em Guarabira, Rafaela e Raniery se reúnem e discutem projetos para o povo paraibano


Nesta quinta-feira (17), a Secretária Executiva de Juventude do Governo da Paraíba, Rafaela Camaraense (Cidadania), teve uma importante reunião com o Deputado Estadual, Raniery Paulino (MDB).

Gabinete Paraíba: O encontro entre os dois se deu na cidade de Guarabira, no brejo paraibano. De acordo com a gestora, a pauta principal da reunião foram as políticas públicas para os jovens da “Rainha do Brejo”, bem como para toda a região.

Ainda com base no que postou a Secretária em suas redes sociais, o tema não foi só juventude, mas segundo Rafaela, outros assuntos também estiveram presentes na ocasião.

“Falamos sobre assuntos de interesse do povo paraibano e de planos futuros para o nosso estado”, declarou Camaraense.

Para os analistas da política, fica uma boa questão no ar: será que vem aí uma casadinha entre o brejo e o curimataú para as eleições de 2022? Quem sairá a Estadual e quem sairá a Federal? Só o tempo dirá.

Rafaela Camaraense foi candidata a Deputada Estadual nas últimas eleições, obtendo 16.408 votos e ocupa hoje a primeira suplência, ao passo que Raniery Paulino foi eleito Deputado, no último pleito. Ambos são base do Governador João Azevêdo (Cidadania) e não escondem que já se preparam para as próximas eleições.

Paulo Guedes defende utilizar sobras de restaurantes para alimentar pobres


“Aquilo dá para alimentar pessoas fragilizadas, mendigos, desamparados. Melhor do que deixar estragar", disse Guedes

Brasil de Fato: O ministro da Economia, Paulo Guedes, sugeriu nesta quinta-feira (17) que sobras de restaurantes sejam destinadas às populações pobres e vulneráveis, como forma de política de combate à crise social e aos crescentes índices de insegurança alimentar do país. “Aquilo dá para alimentar pessoas fragilizadas, mendigos, pessoas desamparadas. É muito melhor que deixar estragar”, afirmou, durante participação virtual em evento promovido pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

O ministro propôs que “desperdícios” da cadeia e “excessos” cometidos pela classe média poderiam ser mais bem aproveitados e distribuídos à crescente massa de brasileiros em situação de pobreza, muitos já em condições extremas.

Para justificar o raciocínio, o economista afirmou que o prato de um cidadão de classe média da Europa, “que já enfrentou duas guerras mundiais”, seria “relativamente pequeno”. E prosseguiu. “E os nossos, aqui, fazemos almoços onde (sic) às vezes há uma sobra enorme. E isso vai até o final, que é a refeição da classe média alta. Até lá, há excessos”, prosseguiu.

“Como utilizar esses excessos que estão em restaurantes e esse encadeamento com as políticas sociais, isso tem que ser feito. Toda aquela alimentação que não for utilizada durante aquele dia no restaurante, aquilo dá para alimentar pessoas fragilizadas, mendigos, desamparados. É muito melhor do que deixar estragar essa comida toda”.

Vencidos

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que também participou do evento, fez coro com o colega da Economia, defendendo a flexibilização de regras que tratam da validade de alimentos, também como forma de atuação do governo para combater a atual disparada dos preços dos alimentos.

A ideia do governo Bolsonaro é que alimentos que atualmente poderiam ser considerados “vencidos” possam ser vendidos “a baixo custo” ou até mesmo doados. “A gente poderia fazer uma adaptação, sem precarizar nada. Podemos rever uma série de fatores e gargalos, principalmente em relação à validade dos nossos alimentos. A pandemia nos trouxe esse tema de maneira perceptível, temos que agir rapidamente”, afirmou.


Desconhecido

Reações às declaração de Paulo Guedes mostraram indignação pela ideia de distribuir restos de alimentos aos pobres, ignorando a questão da crescente desigualdade do país, ampliada pelas reforma neoliberais e pelos resultados da condução da pandemia pelo governo de Jair Bolsonaro.

A Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital) divulgou nota em que critica Paulo Guede e diz que ele demonstra “desconhecimento do funcionamento de seu próprio país.” A entidade cobra “políticas sérias e efetivas” de combate à desigualdade. “Guedes novamente se posiciona de forma elitista, ao falar que os brasileiros de classe média comem demais e as sobras de alimentos deveriam ser utilizadas para mitigar o problema da fome”, diz a nota. No comunicado, a Fenafisco reafirma a defesa da tributação dos mais ricos para financiamento de programas sociais, entre outras.

“Não é de hoje o desprezo de Guedes com os pobres. Mas a perversidade não tem limites e ele defende dar resto de comida pra quem tem fome. Pra completar o terror, Tereza Cristina, da Agricultura, fala em alimentos vencidos. Não basta o vírus e a fome, esse governo é higienista!”, escreveu a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann.

19 milhões de brasileiros

Segundo dados do Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, conduzido pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), publicados pela Folha de S. Paulo, a fome alcançou 11,1% das residências chefiadas por mulheres e para 7,7% nos casos em que o homem é considerado o chefe da família.

Um total de 19 milhões de brasileiros sofreram com a fome durante a pandemia ao longo do ano passado. Ele estão entre as 116,8 milhões de pessoas que registraram algum grau de insegurança alimentar no final do ano passado, o que alcança a 55,2% dos domicílios.

quinta-feira, 17 de junho de 2021

Paraíba cancela feriado de São João, suspende festejos juninos e flexibiliza funcionamento de academias, restaurantes, igrejas e shoppings



WSCOM: O Diário Oficial do Estado (DOE) publica, nesta quinta-feira (17),  em edição suplementar, o decreto que disciplina as atividades na Paraíba entre os dias 19 de junho e 2 de julho em virtude da pandemia da Covid-19. As novas diretrizes estabelecem o cancelamento do feriado de São João no estado, bem como determinam a suspensão de festejos juninos públicos e privados e flexibiliza o funcionamento de academias, restaurantes, igrejas e shoppings, levando em consideração os esforços no combate à pandemia e a importante progressão da cobertura vacinal na Paraíba.

A partir do próximo sábado, os bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência poderão funcionar com atendimento nas suas dependências das 6h às 21h, com ocupação de 30% da capacidade do local, ficando vedada, antes e depois desse horário, a comercialização de qualquer produto para consumo no próprio estabelecimento, cujo funcionamento poderá ocorrer apenas através de delivery ou para retirada pelos próprios clientes. As missas, cultos e quaisquer cerimônias religiosas presenciais poderão ocorrer com ocupação de 30% da capacidade do local durante o período de vigência do decreto, ficando asseguradas as atividades de preparação, gravação e transmissão, além das ações de assistência social e espiritual. As academias também poderão funcionar com 30% da sua capacidade.

Já a realização de festejos juninos, patrocinados por entes públicos e privados, tais como prefeituras, associações, sindicatos, clubes, áreas de lazer de condomínios, fica proibida, e os pontos facultativos e feriados dos dias 23, 24, 28 e 29 de junho serão cancelados em todo o território estadual.

O decreto também recomenda aos municípios que decretem o fechamento de praias, parques, praças e demais espaços públicos destinados a lazer e veda o funcionamento de cinemas, museus, teatros, circos, casas de festas, centros de convenções, salas de espetáculos, bem como a realização de eventos sociais, congressos, seminários, conferências, shows e feiras comerciais.

Estão liberados para funcionamento, seguindo os protocolos sanitários, os salões de beleza, escolinhas de esporte, creches, hotéis, pousadas, construção civil, indústria e call centers. Os shoppings centers e centros comerciais poderão funcionar das 10h até 22h, limitando a capacidade de atendimento nas praças de alimentação a 30%. Os estabelecimentos do setor de serviços e o comércio poderão funcionar até dez horas contínuas por dia, sem aglomeração de pessoas nas suas dependências e as atividades da construção civil poderão ocorrer das 6h30 às 16h30.

As atividades presenciais nos órgãos e entidades vinculadas ao Poder Executivo Estadual ficarão suspensas no período de vigência do decreto, à exceção das Secretarias de Saúde, Segurança e Defesa Social, Administração Penitenciária, Desenvolvimento Humano, Fazenda, Secretaria de Comunicação, Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana, Cagepa, Fundac, Detran, Codata, Docas e PBGÁS.

Em relação às atividades escolares, seguem liberadas as aulas práticas dos cursos superiores e a realização das atividades presenciais para os alunos com transtorno do espectro autista (TEA) e para pessoas com deficiência. As escolas e instituições privadas dos ensinos infantil e fundamental poderão funcionar através do sistema híbrido. Já as aulas para os alunos dos ensinos médio e superior das instituições privadas, assim como para os estudantes das redes públicas estadual e municipais se mantêm em modelo remoto.

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e os órgãos de vigilância sanitária municipais, as forças policiais estaduais, os Procons estadual e municipais e as guardas municipais ficarão responsáveis pela fiscalização do cumprimento das normas estabelecidas no decreto. O descumprimento sujeitará o estabelecimento à aplicação de multa e poderá implicar no fechamento em caso de reincidência, que pode compreender períodos de sete a catorze dias, e na aplicação de multas que podem chegar a R$ 50 mil.

Uso de máscaras – Permanece obrigatória no estado a utilização das máscaras nos espaços de acesso aberto ao público, incluídos os bens de uso comum da população, vias públicas, no interior dos órgãos públicos, nos estabelecimentos privados e nos veículos públicos e particulares, inclusive ônibus e táxis, cabendo aos órgãos públicos, aos estabelecimentos privados e aos condutores e operadores de veículos a exigência do item.


quarta-feira, 16 de junho de 2021

Vereador Ivanzinho emite nota de pesar pelo falecimento de Benedita Pontes de Souto

O vereador Ivanzinho de Joventino (Cidadania) vem a público externar suas condolências à família e amigos, pelo falecimento da senhora Benedita Pontes de Souto, irmã do ex-vereador Joventino Pontes e mãe do ex-vereador Missias do Melo.

Que a lembrança de tia Benedita, a alegria e a vivacidade permaneça em nossos corações.

 

Ivanzinho de Joventino

Vereador


Câmara de Cuité homenageia Celina Maranhão por representar o Brasil em evento internacional

A Câmara Municipal de Cuité aprovou na última Sessão Ordinária, realizada na segunda-feira, 14 de junho, uma Moção de Aplausos para a agroecóloga cuiteense Celina Maranhão, que representou o Brasil nesta quarta-feira (16) em um evento internacional de agroecologia, realizado pela ONU e pela comunidade dos países de Língua Portuguesa.

A propositura foi do vereador Maurílio Macedo (Cidadania) e foi aprovada por unanimidade.


Portal da Serra


Prefeitura de Cuité paga 1ª parcela do décimo terceiro salário dos aposentados e pensionistas do IMPSEC


Os aposentados e pensionistas do Instituto Municipal de Previdência dos Servidores de Cuité receberão a 1ª parcela do décimo terceiro salário, na próxima quinta-feira, 17 de julho. O anúncio foi feito pelo prefeito Charles Camaraense (Cidadania), na tarde desta quarta-feira (16).

A aposentada Marié Dantas, chegou a ficar emocionada com a notícia da antecipação da 1ª parcela.

“A gente não tinha direito, chegava dezembro e nós ficávamos na esperança de ter, a gente fica feliz com essa notícia da antecipação do 13º, é uma honra para nós receber antecipado, que Deus Charles”, disse a professora aposentada Marié.

- Estou muito feliz por nossos colegas aposentados, hoje a gente só tem vitória, só recebe notícias boas, ninguém esquenta mais a cabeça com os compromissos, com os medicamentos, tudo hoje é na data certa, aliás, antes da data recebemos uma notícia boa, ressaltou Eliane Brito.

"Quinta-feira? Glória a Deus, hoje nós somos muito bem recebidos no IMPSEC, quando chegamos no IMPSEC não sentimos vontade de sair, porque a gente é tão bem recebidos ali, Vicente é um amor com a gente, Driely e todos de lá", afirmou Diva Souto.

Já o presidente do IMPSEC, Vicente Filho, falou do orgulho de fazer parte da gestão que tem compromisso.

“Eu me sinto orgulhoso em fazer parte de uma gestão que tem esse compromisso. Lembro-me das vezes que na Câmara na época de vereador eu falava que chegava a ser desumano atrasar os vencimentos dos aposentados e pensionistas do IMPSEC. Olha, não é tão simples, mas o prefeito Charles tá mostrando como se faz”, relatou Vicente Filho, presidente do Instituto Municipal de Previdência.

Portal da Serra


‘RG digital’ lançado na Paraíba reúne número de 11 documentos; saiba como vai funcionar


Paraíba é um dos três estados a contar com o novo modelo do Registro Geral (RG), totalmente biométrico, no país. O anúncio foi feito,  durante live com o governador João Azevêdo (Cidadania) e o secretário de Segurança, Jean Nunes.

De acordo com Jean Nunes, o novo modelo vai possibilitar que o cidadão reúna no RG o número de 11 documentos, como por exemplo Carteira de Trabalho, Carteira de Habilitação, PIS/Pasep, entre outros.

Ele lembrou que o formato biométrico vai garantir mais segurança e representa um grande avanço para o estado. “Essa é uma clara demonstração de avanço. Somos o primeiro estado do Nordeste, e o terceiro em todo o país a contar com essa importante ferramenta”, destacou.

Confira o anúncio:


Portal Paraíba